Com o avanço da tecnologia, as pessoas estão realizando algumas de suas práticas religiosas tradicionais também no mundo digital. A descoberta da utilização dessa plataforma para a prática devocional alcançou também os dispositivos móveis fazendo com que o fiel tenha mais essa possibilidade de estar em contato com o divino e cultivar a sua espiritualidade.

Para a doutora em Comunicação Social pela Simon Fraser University do Canadá, Irmã Joana Puntel, a Igreja “tem um conteúdo a oferecer e ele não é separado ‘simbolicamente’ de outras ‘formas’ que ajudam a criar ou não novos sentidos e novos significados para as pessoas”.

O desenvolvedor de sistemas, Edson Pieczarka, atento ao novo mercado, criou em 2011 o primeiro aplicativo religioso, o ‘Pocket Bíblia’, depois de pesquisar em lojas virtuais de aplicativos e perceber que havia uma carência para esse segmento.

“Após realizar várias buscas por uma versão da Bíblia Católica, percebi quão grande era a carência de apps (aplicativos) para católicos. Então resolvi me especializar”.

O desenvolvedor não parou por aí, lançou logo em seguida o seu segundo aplicativo, o ‘Pocket Terço’. De lá para cá, já foram mais de 55 mil downloads de seus aplicativos.

Pieczarka lançou há poucas semanas o terceiro aplicativo da série, o ‘Pocket Catecismo’, que apresenta o Catecismo da Igreja Católica, após verificar a ausência de um aplicativo com esse conteúdo.

“A ideia de desenvolver o ‘Pocket Catecismo’ surgiu no final do ano passado. Ele vem preencher outro grande vazio na loja de aplicativos para o público católico. Este app é o Catecismo da Igreja Católica todo organizado. Além do texto completo para uma leitura normal, as pessoas podem também navegar por índice”.

Para Pieczarka, o grande diferencial do aplicativo é que ele disponibiliza o conteúdo do documento dividido por assuntos, o que facilita para o usuário na hora de buscar um tema de seu interesse.

“Dentre os assuntos, posso citar o amor, aborto, adoção, casamento, divórcio, inseminação artificial, etc. Muitos desses assuntos, inclusive, polêmicos. Assim as pessoas podem aprender como a Igreja trata esses assuntos e assim aprender conforme nossa doutrina. É uma ótima ferramenta para estudo e com a grande vantagem de caber no bolso e levar para todos os lugares”.

Desde o seu lançamento, há vinte dias, o ‘Pocket Catecismo’ já foi baixado por cerca de 400 pessoas.

Sobre o uso da tecnologia na realização de práticas religiosas nesse meio, Pieczarka explica que a possibilidade de rezar o terço, ler a bíblia, compreender um assunto da doutrina da Igreja ou simplesmente fazer uma oração por meio da internet é o cultivo da fé:

“Hoje o mundo está numa realidade muito diferente de nossos pais, onde as pessoas estão cada dia mais conectadas e ligadas à tecnologia. Muitos usam para trabalhar, outros para jogar e outros apenas para gastar tempo navegando na internet enquanto esperam numa fila ou numa sala de espera de um consultório. Levar a religiosidade para dentro deste mundo é inovador e faz com que pessoas possam se aproximar mais de Deus”.

Edson Pieczarka participa de um grupo de terço em família. Ele conta que lá o ‘Pocket Terço’ é utilizado por todos. Sobre o futuro, o desenvolvedor informou que está em fase de planejamento um aplicativo voltado para novenas.

“Estou com alguns novos planos para mais um app católico, voltado para novenas. Por enquanto, apenas na fase de planejamento e concepção da ideia”, adiantou ao A12.com.

Por Portal A12

 

Anúncios