O Papa Francisco confessará alguns fiéis no dia 28 de março, após presidir uma celebração penitencial na Basílica de São Pedro, às 17 horas. Foi o que anunciou nesta segunda-feira (17) o L’Osservatore Romano, ao recordar a iniciativa do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização, “24 horas para o Senhor”.
O dia dedicado ao Sacramento da Reconciliação – a ser realizado no dia 28 de março – prevê, além das confissões a serem atendidas pelo Santo Padre no Vaticano, a presença de confessores em três igrejas do Centro Histórico de Roma – Sant’Agnese in Agone, Santa Maria in Trastevere e Igreja dos Santos Estigmas, a partir das 20 horas.
“Nestas três igrejas de Roma – refere o Arcebispo Rino Fisichella – estarão presentes jovens pertencentes a várias realidades eclesiais, que terão por missão evangelizar alguns coetaneos, convidando-os a entrar na igreja onde encontrarão confessores e sacerdotes disponíveis para a escuta”. Nas três igrejas também será realizada Adoração Eucarística durante a noite.
O dia concluir-se-á às 17 horas com a celebração das Vésperas do IV Domingo da Quaresma, presidida por Dom Fisichella, na Igreja de Santo Spirito in Sassia.
Em 6 de março passado, ao encontrar o clero de Roma, o Papa Francisco recordou a intuição de João Paulo II sobre a divina misericórdia: “É um presente que ele nos deu, mas que vem do alto. Cabe a nós, como ministros da Igreja, ter viva esta mensagem, sobretudo na pregação e nos gestos, nos sinais, nas escolhas pastorais, como por exemplo em restituir a prioridade ao Sacramento da Reconciliação e ao mesmo tempo às obras de misericórdia. Reconciliar, fazer as pazes com o Sacramento, também com as palavras e as obras de misericórdia”.

Por news.va