O Movimento

O Movimento Eclesial Aliança de Misericordia é uma Associação Privada de Fiéis, com sede na Arquidiocese de São Paulo, capital, cuja identidade se encontra em sua Palavra de Vida.

O movimento está presente em 36 cidades do Brasil e outros 3 países (Bélgica, Itália e Portugal), através da adesão dos membros a um dos Elos de pertença.

No âmbito religioso a Aliança de Misericórdia acolhe e une as forças de homens e mulheres, celibatários e casados, leigos e clérigos, que, de várias formas e níveis, chamados por Deus, tornam-se “filhos da misericórdia” para evangelizar as ovelhas perdidas (cf. Lc 15, 4-7), confiantes na potência do Espírito Santo, realizando todas as obras de Misericórdia que as próprias forças permitirem.

Junto aos trabalhos de evangelização, o Movimento realiza diversas obras sociais junto à população carente das periferias e ruas, conjugando harmoniosamente evangelização e caridade como faces de uma só moeda, e sendo reconhecida juridicamente como entidade de utilidade pública em âmbito municipal, estadual e federal.

Imaculada do Espírito Santo (I.E.S.)
Reconhecemos em Maria, “Imaculada do Espírito Santo”, a nossa verdadeira “mãe” e “fundadora”.

Esta imagem nasceu em oração, no dia 21 de dezembro de 1999, enquanto nos preparávamos para encontrar com Dom Gil Antônio Moreira, em vista de nossa possível acolhida na Arquidiocese de São Paulo.

Orando, sentimos fortemente a presença de Maria, nossa Mãe, e nasceu o desejo de desenhar um retrato d’Ela, como Imaculada do Espírito Santo. Enquanto dirigiam, Pe Antonello e Maria Paola oravam e discerniam no Espírito como a imagem deveria ser, Pe João Henrique então desenhava numa folha branca, tudo o que o Senhor colocava em seus corações.

No desenho, Maria parece avançar a passos firmes sobre a terra, que era deserta e se tornava um jardim florido, esmagando a força do mal. De seus pés flue água viva que fecunda a Terra. Ela traz nas mãos o Coração Misericordioso de seu Filho Jesus. Tesouro precioso para estes tempos, sinal da nova Aliança de sua Misericórdia.

Do coração ferido de Jesus nasce um Arco-Íris de luz que, com suas sete cores, ilumina a humanidade, que estava envolvida, assim como a terra, na sombra da morte.

Maria se apresenta bem parecida à imagem da Virgem de Medjugorje, Rainha da Paz. A cor do manto e da túnica de Maria, rosada e azulada, nos lembra as cores dos raios que saem do coração da imagem de Jesus Misericordioso da Irmã Faustina Kowalska. Desta imagem, foi feita apenas uma tímida tentativa de colorir no computador. Mas este primeiro esboço acabou tornando-se conhecido por todos.

Várias vezes tivemos a alegria de constatar as confirmações do Senhor. Com alguns sinais, a Imaculada foi vista por outros irmãos que não a conheciam anteriormente, seja em alguma visão em oração, seja no repouso do Espírito ou até mesmo aos irmãos de rua.

Palavra de Vida
Palavra de Vida é um trecho bíblico que escolhemos ou recebemos em oração e procuramos vivê-lo, fazendo daquele versículo a bússola que orientará nossas escolhas e ações ao longo da vida.

No dia 12 de dezembro de 1999, no início do Ano Santo da Misericórdia do Senhor, na festa de Nossa Senhora de Guadalupe, após 40 dias de oração e jejum, recebemos a confirmação de nossa Palavra de Vida, que rege todas as nossas ações:

O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou pela unção para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos presos e aos cegos a recuperação da vista, para restituir a liberdade aos oprimidos e para proclamar um ano de graça do Senhor”.(Is 61,1 e Lc 4,18-19).

Carisma e Espiritualidade
Missão
A missão do Movimento Aliança de Misericórdia é tornar-se uma expressão viva do amor misericordioso, que brota do coração do nosso Deus através da sua Igreja, para com os mais pobres materialmente e espiritualmente e está sintetizado no lema Evangelizar para Transformar, colaborando para que cada pessoa alcançada se torne agente e testemunho da misericórdia de Deus.

Por isto a família Aliança de Misericórdia acolhe e une as forças de homens e mulheres, celibatários e casados, leigos e clérigos, que, de várias formas e níveis, chamados por Deus, tornam-se “filhos da Misericórdia”, para evangelizar “as ovelhas perdidas” (cf. Lc 15,4-7), confiantes na potência do Espírito Santo, realizando todas as obras de Misericórdia que as próprias forças permitirem.

Assumimos, por isso, um compromisso específico de evangelização “Ad Gentes”, entrando em todos os bolsões de miséria, dos “porões da nossa humanidade”, segundo as indicações do documento Redemptoris Missio (Encíclica de João Paulo II, 1980):

• Âmbitos territoriais da Missão “Ad Gentes” propriamente dita;
• Mundos e fenômenos sociais novos: megalópoles, grupos humanos mais isolados e marginalizados, jovens, pobres;
• Áreas culturais, ou modernos areópagos: o mundo das comunicações, da cultura, da política, da economia, o “ressurgimento religioso”.

Toda atividade apostólica visa sempre animar as comunidades cristãs para que assumam a própria missão fazendo de cada batizado um “missionário Ad Gentes”.

As Cores do Arco-Íris
A nossa missão irradia os raios da Divina Misericórdia como um arco-íris da Nova Aliança de Deus. Da mesma forma que a luz se decompõe nas diversificadas cores do Arco-Íris, sinal da Nova Aliança da Misericórdia de Deus entre o céu e a Terra (cf. Gn 9, 8-17), assim seu amor reluz nas diferentes obras de Misericórdia, materiais e espirituais, que somos chamados a realizar pela diversidade dos carismas (cf. IPd 4, 7-11; ICor 12, 4-11) com que o Espírito Santo nos capacita. Durante os primeiros anos de Movimento, o Senhor nos confirmou o sentido das cores do Arco-Íris. A criatividade do Amor no nosso carisma deve ser expressa nas várias modalidades da nossa entrega e do nosso anúncio. Somos chamados a manifestar a Misericórdia de Deus através do:

O fim específico dos Servos da Misericórdia é o anúncio da Boa Nova (cf. Lc 7,22) aos mais pobres dos pobres (cf. Lc 6,20-22), fazendo com que nasça Jesus no meio deles, encarnando-se e tornando-se semelhante a eles (cf. Fl 2,6-11), para dar vida a Palavra que diz: “e o Verbo se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1,14).

O mistério do “esvaziamento”, que começa no seio de Maria pelo sopro do Espírito, torna-se explícito em Belém e cumpre-se no Calvário, define a “inserção” dos servos, cujo ponto essencial está em Rm 5,5: “E a esperança não decepciona, porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado”. A capacidade de amar, vibrar, deixar-se penetrar pela vida dos irmãos mais pobres jorra diretamente da Trindade. Cada gesto, palavra, olhar, há de ser carregado de amor humano e divino.

Ressoam com intensidade em seus corações as palavras “…pois tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber… estive nu e me vestistes”(cf. Mt 25,35-36). Não querem canonizar os pobres, sabem que freqüentemente uma vida de miséria é fruto do pecado e do vício, o maior desafio é que se tornem anawîm (cf. Sf 2,3), pobres de Iahweh conquistados pelo Amor de Deus.

O eixo de sua ação são os encontrados em favelas, cortiços, embaixo das pontes, cadeias, ruas, em qualquer lugar que esteja tirando a dignidade dos Filhos de Deus, a fim de proclamar a estes escravos de hoje a libertação.

“Aos pobres nós doamos a vida, mas deles nós também recebemos a nossa vida.”

Páginas relacionadas:
• Três rostos da Comunidade – COMO
• Evangelização de rua
• Leprosário
• Maria Madalena

“Deus disse: que as águas que estão sob o céu se reunam num só lugar…e Deus viu que isso era bom”
(Gn 1,9-10).

Por seis vezes a Palavra de Deus nos fala, no livro do Gênesis: “e Deus viu que isso era bom”, para expressar as maravilhas que Ele fez para o homem. Tudo na natureza tornou-se uma arte perene do dedo de Deus, o Artista dos artistas, que fez tudo bom, belo, maravilhoso, esplendoroso a Seus olhos, e nós não podemos deixar de admirar a arte dEle e Sua perfeição. O Artista dos artistas deu ao homem o anseio de ser artista para louvá-Lo.

Os Artistas da Misericórdia expressam nas artes – música, teatro, poesia, dança, pintura, escultura e artesanato – o Amor e a Misericórdia de Deus, tentando “imitar” a beleza dEle. A arte é um grande meio de evangelização, para anunciar o que Deus espera de nós: fazer com que a beleza viva no meio de seu povo.

Ser Artista da Misericórdia é ultrapassar os limites do palco, luz, aplausos e multidões e ir além. É entrar com humildade em todos os lugares onde há ovelhas que precisam ser cuidadas e resgatadas. Nossos artistas se expressam de um modo particular para os excluídos, moradores de rua, adolescentes da Fundação CASA (antiga Febem), presos, drogados, garotos (as) de programa, etc. para assim pescar almas para o Coração Misericordioso de Deus.

Páginas relacionadas:
• Três rostos da Comunidade – PARA
• Avoarte
• Bandas


O brilho da vida contemplativa resplandece com uma força particular na experiência dos membros da família Aliança de Misericórdia. A oração é a fonte da evangelização. A Eucaristia celebrada e adorada diariamente é, para nós, fonte e cume da nossa ação apostólica.

Para expressar a centralidade da oração e a prioridade da contemplação no nosso carisma, alguns de nós dedicam suas vidas à oração, como Adoradores da Divina Misericórdia. Somos chamados a expressar a Misericórdia do Pai através da nossa entrega na adoração e na intercessão pela Igreja, pela conversão dos pecadores e pela purificação das almas do purgatório.

Pela Adoração Eucarística, nossos corações se abrem para o sofrimento do mundo; pela intercessão, levamos a miséria e os gemidos da humanidade ao Coração do Pai; pela contemplação, cobrimos com a Misericórdia do Pai a miséria dos homens. Queremos proporcionar atendimento de oração aos que buscam cura e libertação e oferecer um espaço contemplativo para os que buscam, no silêncio e na oração, um encontro pessoal com o Deus Vivo.

Nos sonhos da Aliança de Misericórdia, está a criação do Santuário do Amor Misericordioso. Dali, como Adoradores, procuraremos irradiar o culto à Divina Misericórdia através da oração e do atendimento espiritual àqueles que virão beber desta fonte de salvação.

Páginas relacionadas:
• MMAE – Movimento Mariano de Adoração Eucarística


Os Pastores da Divina Misericórdia: são padres, religiosos e religiosas, leigos e leigas engajados em diferentes pastorais, que sentem um chamado específico para buscar as ovelhas perdidas e levar o Amor Misericordioso do Senhor a pastorais das paróquias, dioceses e movimentos.

Por convite de Dom Gil Antônio Moreira, nosso pai espiritual, queremos que o Movimento tenha uma abrangência ecumênica. Os irmãos evangélicos são unidos a nós no anúncio do Cristo Jesus como único Senhor e Salvador dos que estão perdidos e vivem nas trevas e na sombra da morte. Focando no que nos une, queremos construir com eles pontes de fraternidade e de unidade, para que as obras concretas de Misericórdia se tornem ponto de convergência entre os cristãos.

Em um mundo que vive nas trevas, em uma sociedade cada vez mais mergulhada na morte do pecado, que a afasta de Deus, os Pastores anunciam a Misericórdia do Senhor como última tábua de Salvação que o Senhor oferece à humanidade.

Como sacerdotes, pastores, consagrados ou leigos, os Pastores da Misericórdia respiram essa espiritualidade e a projetam em toda iniciativa, assumindo a mesma missão revelada por Maria a Irmã Faustina: “Eu dei o Salvador ao mundo e, quanto a ti, deves falar ao mundo da Sua grande misericórdia, preparando-o para a Sua segunda vinda…” (Diário de Santa Faustina, n. 635).


Os Anunciadores da Misericórdia são evangelizadores, missionários itinerantes, livres para irem pregar e irradiar a Misericórdia de Deus até os últimos confins da terra: “Ide por todo o mundo, proclamai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16,15).

São irmãos internos e externos movidos pelo Espírito Santo, que, como no Pentecostes, se infunde em abundância, e se sentem continuamente impelidos a anunciar aos pobres, espiritual e materialmente, a Boa Nova que transforma. Vivem a escolha da pobreza e se dedicam ao anúncio da Palavra. Não olham a miséria ou a riqueza aparente das pessoas, mas a pobreza que elas têm de Jesus, a fome da Sua Palavra: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou pela unção para evangelizar os pobres…” (Lc 4,18-19).

A escolha dos Anunciadores, como de todo o Movimento Aliança de Misericórdia, é a de evangelizar com os carismas, todos os carismas, usando as mais diversas possibilidades: canto, teatro, shows, palestras, missas, diálogos pessoais, comunicação de massa, orações, livros, etc.

Pobres de tudo, sua única riqueza está em Deus. Como Anunciadores, o desejo é tornar Jesus mais conhecido e mais amado por cada homem, gritando à humanidade para que todos possam experimentar o Pentecostes que nasce da Misericórdia de Jesus. É preciso mostrar ao mundo que somente o Espírito Santo pode mudar os corações das pessoas.

Páginas relacionadas:
• Caná
• Comunicação
• Escola de Evangelização


O slogan Evangelizar para Transformar sintetiza o chamado da Aliança de Misericórdia, e deve ser também uma experiência viva na cultura, na economia e na política. O Evangelho gera uma novidade e uma transformação social, uma nova cultura e uma nova sociedade.

Onde não há transformação, não há verdadeira evangelização. Percebemos a pobreza espiritual como raiz de todas as outras pobrezas, e também que o Anúncio pode e quer transformar as estruturas sociais, além dos indivíduos. E isso só é possível pela força do Evangelho!

Os Construtores de Paz são pessoas que buscam viver este Amor evangélico de modo concreto, com gestos concretos. São pessoas que “saem de si mesmas” para caminhar em direção ao outro. Conscientes de sua pequenez, sabem que não podem ficar omissas diante da indiferença e manipulação do mundo atual.

Eles encontram na própria vida um instrumento de transformação da realidade. A paz renasce em seus corações e assim pode ser levada adiante nos gestos do dia-a-dia, no relacionamento familiar, no ambiente de trabalho. Toda a vida profissional ganha um novo olhar, um cunho de missão. Por esse sentimento único de colaborar pelo bem comum, buscam atingir todos os âmbitos da vida humana: a cultura, a política, a economia, a educação e a vida profissional.

Estes Construtores desejam sair da situação de isolamento em que se vive nas cidades para a aproximação ao outro, transformando angústias, sofrimentos e conflitos em situações de Amor.

9 opiniões sobre “O Movimento”

  1. rafael aparecido paulino disse:

    Olá, comunidade Alinça de Misericordia!
    Paz e Bem!
    Me chamo Rafael, sou seminarista de uma congregação religosa a um ano, tenho 20 anos e gostaria de saber de vocês como faço para fazer uma experiencia com vocês.
    Espero respostas.
    Desde já agradeço pela atenção!

  2. quero,falar que estou muito feliz e cheio da unção de DEUS depois que começei a frequentar a igreja aos domingos.

  3. Ola pessoal..!
    Passando aqui para falar que passei o carnaval com vcs, e foi maravilhoso, fiquei emocionada de ver o agir de Deus em nosso meio, me senti como se fosse da família Aliança da Divina Misericórdia, deu vontade de ficar junto com vcs.
    O momento do Bartimeu foi maravilhoso nem consigo descrever o quanto fui tocada e curado e amada por Deus, que nosso pai celestial abençoe esse padre João Enrique ele e instrumento vivo nas mãos do nosso Deus, o Diácono Leandro e uma benção, meu Deus fiquei maravilhada de ver o quanto Deus usa da vida destas pessoas, para curar os doentes, para liberta os cativos, sem palavras para falar o que Deus fez não sou em mim, mais em todas as pessoas que participaram do Ressuscita-me.
    A Madre Eloisa e uma pessoa maravilhosa, na hora do jantar, fiquei emocionada de ver como ela acolhe as pessoas, fazia tanto que não encontrava pessoas assim, acho que encontrei um pedacinho do céu lá em Botuquara, me senti amada pela aquelas pessoas.

    Obrigada a todos que fazem parte desta família abençoada.
    Se Deus quiser logo estarei por ai denovo.

    Beijos

    Jane

  4. queria dizer, que eu acho o trabalho de voces muito importante e que também frequento o CJ ai em taipas aos domingos e que ai,tive uma experiencia com o verdadeiro DEUS que é AMOR RESPEITO E DEDICAÇÃO PARA COM OS OUTROS ABRAÇOS.

  5. Eliane M. Schiavon disse:

    Boa tarde, Paz e Bem, moro em Cianorte no Paraná,gostaria de saber como conhece-los, onde é a comunidade mais próxima, sou casada ha 24 anos, tenho 3 filhos, conheci a algum tempo a Misericórdia, e depois disso sinto uma ânsia, um chamado, e muitas vezes sem entender, eu, meu esposo, e os irmãos de oração, e em oração e partilhas e sinais, foi se confirmando um chamado do Senhor.Então gostaria de saber como podemos fazer uma visita, onde.
    Desde já agradeço.
    Abraços.

  6. Paz e Bem! Venho pedir oração pela recuperação de Christophe Coelho Dias que precisa ser operado,na perna pois ele ainda nos foi operado por motivos de complicações nos órgãos e no sangue. Tenho plena certeza que Deus já está fazendo milagre na vida dele . Coloque ele aos pés do Santíssimo. Agradeço desde já … pois o acidente aconteceu no dia 12 de abril . Só o milagre em DEUS…

  7. Renato Alves disse:

    Olá morro proximo a comunidade aliança de misericordia no sitio botuquara gosraria de fazer uma experiencia poia sinto um chamado de Deus em minha vida
    quero saber como posso fazer algum tipo de discernimento ou experiencia na Aliança
    paz e bem
    Renato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s